Valença recebe vice-governador João Leão e comitiva de chineses para tratar da ponte Salvador – Itaparica e duplicação da BA 001

Valença recebe vice-governador João Leão e comitiva de chineses para tratar da ponte Salvador – Itaparica e duplicação da BA 001

Neste domingo (14/10), o prefeito Ricardo Moura recepcionou o vice-governador do Estado da Bahia, João Leão, que esteve em Valença com uma comitiva de 10 executivos da Empresa chinesa CR 20 para tratar do projeto da Ponte Salvador – Itaparica e também das duplicações da BA 001, trechos Nazaré – Valença e Bom Despacho Santo Antônio de Jesus. Em entrevista concedida à imprensa local no Restaurante Samanguaiá, Leão esclareceu que a visita com os empresários da CR 20 estava programada para acontecer a cerca de 45 dias atrás, porém, devido ao processo eleitoral foi adiada para hoje. “Decidimos jogar isso para depois das eleições para evitar que nossas oposições dissessem que estaríamos querendo nos aproveitar do projeto da ponte”, disse Leão. Ainda segundo João Leão, o objetivo da visita dos chineses foi para tratar de assuntos de ordem executiva. “O objetivo nosso é colocar a política de lado, por isso, convidei somente o prefeito Ricardo Moura para essa reunião”.

Para o Baixo Sul, além da duplicação da BA 001, os empresários da CR 20 foram conhecer o potencial de investimentos no setor imobiliário e o potencial turístico da Costa do Dendê. “Eles estão encantados,” disse Leão.

Dentre da programação do projeto da Ponte, João Leão adiantou que o governador Rui Costa estará assinando na próxima segunda-feira a ordem para licitar a empresa que vai tocar o projeto, quatro empresas, duas chinesas e duas brasileiras manifestaram interesse em participar da concorrência. Até o final de 2018 deverá ser anunciada a empresa vencedora. Após essa etapa, teremos mais um ano para estudos do projeto e outros quatro anos para a construção da Ponte. A primeira etapa da duplicação da BA 001 será até a Ponte do Funil. “Estamos tendo muito cuidado com o projeto para evitar o máximo de impactos ambientas”, disse Leão. Sobre a forma de cobrança do pedágio, Leão esclareceu que será baseado na economia do combustível gasto nas rotas entre Valença – Bom Despacho e Santo Antônio – Bom Despacho, algo em torno de, no máximo, R$ 50. O prazo para exploração o pedágio pela concessionária vencedora será de 35 anos.

Após o almoço no Samanguaiá, a comitiva foi fazer um sobrevoo no Estaleiro Paraguaçu com o objetivo de observar a estrutura do local e a possibilidade de ser transformada no canteiro de obras do projeto da Ponte.

CORPO DE BOMBEIROS
João Leão também afirmou que, através de um pedido do prefeito Ricardo Moura e os deputados da base que foram votados em Valença, será implantada até o mês de dezembro em Valença uma unidade do Corpo de Bombeiros.
Participaram da reunião, os secretários Paulo Martins (Indústria e Comércio), Jean Macedo (Imprensa), Jéssica Brandão (Juventude); pela imprensa estavam: Ciro Pimentel (Rio Una FM), Fábio Sena (A Voz do Baixo Sul), Ricardo Lemos (Jornal do Baixo Sul e Programa Espaço Aberto/Clube de Valença) e Magno Jouber (Baixo Sul News e Jornal do Baixo Sul).

Fonte: ASCOM/Valença- Com informações do Baixo Sul News

Fotos: Valdemir Lima




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *