Prefeitura de Valença realiza prestação de contas do 2° Quadrimestre de 2017

Prefeitura de Valença realiza prestação de contas do 2° Quadrimestre de 2017

A prefeitura de Valença realizou na manha desta quinta-feira (28.09), a audiência pública de prestação de contas do 2° quadrimestre de 2017, na Câmara Municipal de Valença. A audiência foi coordenada pelo diretor de Contabilidade, Marcos Angelote, controladora geral do município, Maria das Graças e pelo procurador geral do município, Everardo Júnior. O prefeito Ricardo Moura também participou das explanações e respondeu questionamentos dos vereadores presentes.

Em seu pronunciamento, o prefeito destacou a grave crise financeira que os municípios têm enfrentado e as medidas que tem adotado para diminuir despesas. Também comentou sobre a importante parceria que tem firmada com as polícias militar e civil, além dos investimentos direcionados à Guarda Municipal. “Nos comprometemos com o Governo do Estado e estamos investindo na segurança pública. Algo que interfere no nosso orçamento, mas que trata da segurança e preservação de vidas humanas. Nunca a gestão municipal investiu tanto em segurança como temos feito. E saber que já existe uma redução de 48% do índice da violência no município nos deixa muito felizes”, destacou o prefeito. Ele comentou ainda sobre a redução dos salários e prometeu avaliar a possibilidade de diminuir 10% nos valores dos contratos.

Com relação aos questionamentos referentes aos gastos com transporte, o procurador geral Dr. Everardo Júnior, explicou que a inflação gerou aumentos e que mesmo diante disso, a atual gestão gasta muito menos que a anterior. Ressaltou também: “Deve-se lembrar, que não se pode fazer referência apenas aos valores da receita, valores recebidos. Deve-se lembrar que, a receita compõe o orçamento através do binômio receita x despesas, o município recebeu milhões de repasse, mas as despesas indispensáveis superam tal valores”. Lembrou, ainda, que o crescimento da população de Valença nas últimas décadas é infinitamente superior ao crescimento dos repasses. E, tendo o município uma arrecadação própria de apenas 8% (oito) não há como equilibrar o orçamento. Em continuidade, foi afirmado que Valença precisa começar um trabalho de recondução na política de arrecadação, a fim de que em alguns anos se possa implementar a receita.

Secretários municipais e todo o público presente também ouviram os posicionamentos dos vereadores, a exemplo do vereador Adailton Francisco. O Edil cobrou a entrega antecipada do relatório da Audiência para que os vereadores pudessem analisar os dados e melhor contribuir através de sugestões. Também questionou a falha que tem acontecido por parte do almoxarifado na distribuição dos medicamentos para os postos de saúde. Com relação a redução dos salários do prefeito, vice e secretários, Adailton acha que pouco impacto positivo causará nas contas da gestão municipal: “O corte precisa acontecer em outros setores, a exemplo dos contratos, onde as despesas estão realmente altas. E, concluo pedindo aos nobres colegas vereadores que façam a sua parte aceitando os cortes que sejam necessários, sem tentar interferir nas decisões da gestão. Que os discursos tenham coerência dentro e fora desta plenária”. Já o vereador Betão pediu mais transparência e ação por parte de algumas secretariais municipais, e parabenizou a secretária de Saúde Jeanine por se destacar neste aspecto e nas ações.

Fotos: Emanuella de Araujo.

 



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *